5 passos para construir sua marca pessoal

construir-uma-marca-pessoal

 

Seja procurando serviço, comercializando seu negócio ou tentando vender seus conhecimentos, uma marca individual o ajudará a chegar lá mais rapidamente. Mas cultivar uma marca pessoal é mais do que somente popular: está sendo reconhecido pelo que você pode oferecer.

Ao refletir em sua própria caminhada – e em algum resultado que você esteja procurando – uma marca pessoal pode ajudá-lo a chegar lá. Por isso, compilamos as 9 dicas para ajudar você a criar sua marca pessoal de uma maneira impactante e divertida.

 

1 – Entenda-se

O primeiro passo é saber sobre si mesmo. Parece um trabalho fácil, não é? Mas você efetivamente se conhece?

Costuma-se alegar que os seres humanos são os seres mais complexos da terra. Comparamos outros e identificamos se somos superiores ou inferiores a outros seres. apesar disso possa funcionar em uma forma competitiva, não é eficaz no crescimento de sua marca.

É imprescindível que você identifique o que o torna ímpar entre outros. Esta é a chave:

Crie um portfólio para si mesmo.

Identifique seus pontos fortes e fracos.

Mergulhe profundamente no que você é, o que você pode fazer (habilidades) e o que você quer fazer.

Essa etapa é introspectiva por natureza. Sente-se, respire e aprenda o que faz de você, “você”.

 

2 – Pesquisa e definição de grupos-alvo

Em seguida identifique suas habilidades, o segundo passo é procurar as áreas que você tem potencial para evoluir. Essas áreas podem variar de local para setor de sua escolha. Em palavras simples, reconheça suas áreas de nicho onde você pode construir sua carreira e onde suas habilidades agregam valor.

Existem vários setores e várias funções em cada setor. Faça uma lista de oportunidades que lhe permitem crescer. Essa lista deve ser elaborada pesquisando os requisitos de cada setor e o papel em que você se encaixaria.

Por exemplo, se suas principais habilidades são redação, revisão e edição. Essas podem ser suas habilidades mais amplas. Toda indústria inevitavelmente precisa de um escritor. Quando você deve escolher um setor, identifique suas áreas de interesse, como assistência médica, tecnologia, automóveis ou outros, e o escopo de seu desenvolvimento.

 

3 – Esteja nas redes sociais

Como você definiu metas nas últimas etapas, agora é o momento de aproveitar as mídias sociais para conceder estatura e reconhecimento. As plataformas de mídia social não são mero divertimento e ferramentas para partilhar sua vida pessoal. Plataformas de mídia social como Facebook, LinkedIn e Twitter foram renovadas no ano passado. As empresas estão conectadas a essas plataformas para atingir um setor maior de clientes. Os empreendedores iniciantes estão transformando suas estratégias de Go-To-Market.

Da mesma forma, crie seus portfólios de mídia social para criar maior visibilidade. Lembre-se de que você é autenticado com o que publica ou cria nessas mídias sociais. As postagens devem ser direcionadas para atingir seus objetivos.

Muitas vezes, os indivíduos que constroem suas plataformas de mídia social se entregam a diferentes atividades que são irrelevantes ou se desviam do que queriam fazer antes. Lembre-se de que a criação de sua marca nas mídias sociais afeta muito a maneira como as pessoas percebem e, portanto, evita que os acidentes se estabeleçam nas mídias sociais.

 

4 – Envolver, envolver, envolver

Hoje, graças à revolução das mídias sociais, você pode se conectar com pessoas além das fronteiras. Informe as pessoas o que você pode fazer. No entanto, isso não significa que você se vanglorie pelas plataformas. Deixe suas ações refletirem suas habilidades que você possui. Envolva seus amigos, seguidores ou conexões com fatos interessantes sobre você e como você pode ajudar um setor específico. Talvez você possa trabalhar com uma de suas conexões no futuro.

Não tenha medo de avançar de maneira não convencional. Assumir riscos:

  • Compartilhe sua história pessoal.
  • Compartilhe memes engraçados (apropriados).
  • Responda com sua opinião controversa sobre as coisas.
  • Converse sobre coisas fora da sua “marca” usual que você conhece.

Em outras palavras, ao envolver suas conexões, você está criando sua presença entre as pessoas. Isso se torna a chave para construir sua marca pessoal.

 

5 – Não vá sozinho

Vá a fóruns, seminários e workshops sobre o seu conhecimento do assunto. Você conhece sua comunidade. Nesse processo, você pode ter outras oportunidades que podem não ter sido identificadas na segunda etapa.

Esses grupos não precisam ser de natureza física. Existem centenas de grupos virtuais online discutindo interesses, requisitos e atualizações de tendências em todo o mundo. Identifique esses grupos de seu interesse e junte-se a eles para expandir seu conhecimento e sua rede.

Alguns fóruns online para experimentar:

  • Quora
  • IndieHackers
  • Reddit
  • Redef

Como os membros têm interesses semelhantes a você, você também pode identificar os erros e aprender com os erros deles, em vez de cometer um. Da mesma forma, saiba como um indivíduo cresceu e incorporou as melhores práticas na criação de seu portfólio. Além disso, você também pode usar esses grupos para compartilhar seu talento e construir sua reputação.

vinicius ferrares

vinicius ferrares

SOBRE O BLOG

o BUSINESS LOGO DESIGN, é um blog feito por designers apaixonados para designers e pessoas que se identificam com a área de criação, sejam bem vindos !

POSTS RECENTES